pilates-musculatura-pelvica

A importância e a função dos músculos do pavimento pélvico

Apesar de não serem tão comentados, os músculos do pavimento pélvico são muito importantes para nosso bem-estar. Por isso, o fortalecimento dessa região é essencial para a manutenção da saúde de todos, uma vez que se tem notado um considerável aumento das chamadas disfunções do pavimento pélvico em diferentes faixas etárias, com consequências que vão desde incontinência urinária até queda no desempenho esportivo de alta performance.

O assoalho pélvico é constituído por um conjunto de músculos (esfíncter anal, músculos perineais superficiais, diafragma urogenital e diafragma pélvico) dentro da pélvis que formam o seu pavimento – daí o nome. A região ainda compreende ligamentos e tecido de sustentação que revestem a abertura inferior do quadril. Se os músculos do pavimento pélvico estiverem fracos, pode ocorrer perda de urina, por exemplo, ao tossir, ao espirrar ou durante uma atividade física.

pilates-musuclatura-pelvica2

A contração desse grupo muscular na região dos genitais é fundamental também para prevenir a descida dos órgãos genitais (prolapsos), a prisão de ventre (constipação), dor pélvica, sensação de frouxidão vaginal (nas mulheres) e a disfunção erétil (nos homens). As causas da disfunção do assoalho pélvico são variadas e compreende idade, número de partos realizados, cirurgias pélvicas e algumas doenças. As mulheres são o gênero que mais sofre com o problema devido a razões anatômicas e hormonais.

O método Pilates é o mais indicado para fortalecer a musculatura do assoalho pélvico, uma vez que os exercícios feitos por meio da contração e do relaxamento da musculatura e o fortalecimento da região interna da coxa e glúteos melhoram a mobilidade e flexibilidade dos quadris. Durante o trabalho respiratório do Pilates, a região é solicitada e contraída junto com os abdominais, associando e contração a cada exercício realizado.

pilates-musculatura-pelvica3

O fortalecimento da musculatura do assoalho pélvico também pode ser realizado em qualquer momento e em todo lugar. Para identificar os músculos a serem trabalhados, tente interromper o fluxo ao urinar e perceba a musculatura que seu corpo utiliza nessa tarefa. Outra dica para encontrar a região é contrair o ânus como se estivesse contendo gases intestinais. Embora variem de resistência e intensidade, todos os exercícios fortalecem e tonificam os músculos, ajudando na melhoria ou até um desaparecimento de sintomas como a incontinência urinária.

Outra dica é conscientemente contrair a musculatura do pavimento pélvico durante os exercícios de musculação, para que seja evitada sobrecarga nos órgãos e em outras estruturas do assoalho pélvico. Saber contrair de forma eficiente a região é fundamental para evitar lesões em mulheres que praticam musculação de qualquer intensidade ou esforços físicos de maior impacto.

Newsletter

Cadastre-se na nossa newsletter para receber novidades todas as semanas, prometemos só mandar coisas legais :)



Quer mais informações?

Preencha seus dados abaixo para que não haja dúvidas :)





Champagnat

R. Edmundo Saporski, 80

41 3029-1785